8 de junho de 2010

Paris: não a abertura do comércio aos domingos

“Queremos um mundo onde o valor supremo seja o consumo? Ou um mundo que reserva sua parte ao silêncio, à intimidade, à cultura, à vida privada, familiar, intelectual ou espiritual? Não. Não vamos ceder ao valor supremo do consumismo.”

Do prefeito de Paris, Bertrand Delanoë, ao rejeitar ontem, diante do Conselho de Paris, a proposta de abertura do comércio aos domingos.

Atualmente apenas dois grupos de estabelecimentos comerciais podem abrir suas portas em Paris aos domingos: os localizados em zonas com grande fluxo de turistas ou manifestações culturais permanentes (são 7 as áreas com essa classificação na cidade) e os que ficam em áreas de consumo excepcional.

Bravo Delanoë ! Bravo !

Um comentário:

Muri disse...

Bravíssimo!!!!
A França definitivamente não é um país como os que se referia Denis Detrot "Em qualquer país em que o talento e a virtude não produzam progresso, o dinheiro será a divindade nacional"... Parabéns à França, parabéns à Paris!