6 de outubro de 2010

Saudade

E você, Joãozinho? De qual rua de Paris você sente mais saudade quando está longe?

16 comentários:

bruna disse...

Eu sinto saudades da Place Sain Ferdinand no 17, pertinho de casa.É um charme e tem uma boulangerie incrivel!
Parabéns pelo blog!

Bruna Sa.

Anônimo disse...

Ai eu sinto saudades...de uma ruazinha pra cima da Rua Jacob..
Seu blog e muito bom !!! Adoro

Ana Paula disse...

Acho que nem é uma rua, mas a Place Dauphine. Aquele lugar é de uma paz inexplicavel

Fernanda disse...

Procurando no google sobre a "Rose Line" de Paris me deparei com o seu blog e adorei!!!Estou devorando todos os posts, é muito divertida a forma que vc escreve, parece que estamos conversando com um amigo. Viajo (pela primeira vez) para Paris no dia 30/10, e todas as informações são bem vindas ,principalmente aquelas que saem do circuito turístico convencional.Parabéns!!Já está em meus favoritos!!

Sue Ellen disse...

Sinto falta da Boulevard Magenta, que era pertinho da onde morei.. e da Avenue Victor Hugo, onde era minha escola! =) Ah.. quantas saudades de Paris!

Edmilson Siqueira disse...

Rue Maison Dieu. É uma ruazinha que sai da Avenue du Maine e onde fica o hotel em que nos hospedamos nas duas vezes em que estivemos em Paris. É quieta, perto do Metrô e, melhor, em Montparnasse, pertinho do Quartier Latin.

Camila disse...

Como nunca morei em Paris, sinto falta é de um lugar e não de uma rua especificamente.
Sinto muita falta é do Jardin du Luxembourg, com sua flores na primavera ou de suas folhas amareladas/douradas no outono.

Cláudia disse...

Eu sinto falta da cidade inteira,rrss,mas adoro a pequena pracinha de Furstenberg.Não deixo de passar por lá quando viajo, desde que assisti ao filme A Época da Inocência.Muito linda!
Abs.

Alexia disse...

Eu sinto falta de cidade inteira tambem... Ainda bem que depois de anos "indo e vindo" finalmente estou morando em Paris.
Parabens pelo blog!
sucesso!
Alexia

Cris disse...

Adoro a Place du Marché Sainte Cathérine, no Marais, um pedacinho bem "bairro", simples, e muito charmoso, com restaurantes, cafés lojinhas fofas, bom pra almoçar ou jantar e, depois, ficar nos banquinhos batendo papo.
Adoro fazer o trajeto que vai da Ópera/Igreja da Madeleine até o Boulevard Malesherbes, principalmente em dia sem comércio, chegando até a rue de Pasquier. Isso me deixa muito feliz - porque foi na Pasquier que fiquei na primeira fez que fui a Paris, e no meu primeiro diz, fiz todo esse trajeto sozinha, a pé, num 1º de maio. Gosto de passear pela região sempre que volto a Paris, descobri que me faz um bem danado!

Cris disse...

Adoro a Place du Marché Sainte Cathérine, no Marais, um pedacinho bem "bairro", simples, e muito charmoso, com restaurantes, cafés lojinhas fofas, bom pra almoçar ou jantar e, depois, ficar nos banquinhos batendo papo.
Adoro fazer o trajeto que vai da Ópera/Igreja da Madeleine até o Boulevard Malesherbes, principalmente em dia sem comércio, chegando até a rue de Pasquier. Isso me deixa muito feliz - porque foi na Pasquier que fiquei na primeira fez que fui a Paris, e no meu primeiro diz, fiz todo esse trajeto sozinha, a pé, num 1º de maio. Gosto de passear pela região sempre que volto a Paris, descobri que me faz um bem danado!

Anônimo disse...

Existem dois lugares em Paris que eu sinto muita falta. 1) A Praça Furstemberg, com ou sem filme, com ou sem banco ali é um lugar de muita tranquilidade, até a voz baixa o tom. E, o 2o) é o Jardim ao lado da Igreja de S. Germain de Près, qtas vezes sentei ali e me entreguei a Paris

Raul

MNobre disse...

Sinto falta da minha simples Rue Dupleix, aonde morei, e também da Place du Marché Sainte Cathérine, perto de um outro endereço onde viví na cidade... mas Paris, ah Paris, quem morou nessa cidade sente falta de cada cantinho, cada praça, cada esquina, cada vista, cada ponto, é uma cidade incrível de se viver!

Anônimo disse...

Rue de Seine - 6ème .
O Hotel Welcome é uma caca ( indicação da Danuza ) mas a rua é ótima e termina na Pont des Arts!

Renato S. Rios - Santos - SP

Ana Paula Margarido Azevedo disse...

Como disse o Nobre, que morou nessa cidade sente falta de cada cantinho. Eu sinto falta da rua Theophile Gautier, no 16e, e da vista da minha janela para uma ponta da torre Eiffel.

Marcela Nates disse...

Todas de Saint-Michel!!!