4 de novembro de 2009

C'est la vie, pas le paradis

Pois é, Joãozinho... Feliz era o Hércules, que só tinha 12 trabalhos para fazer! Eu ainda não estrangulei o Leão de Neméia, não matei a Hidra de Lerna e nem alcancei correndo a Corça da Cerínia - mais acho que já estou quase lá...

Como vocês devem ter percebido, sigo sem tempo e sem a devida tranqüilidade para escrever - assim como tem me faltado o tempo para ler, pensar, comer, dormir... todas essas coisas legais e necessárias que normalmente as pessoas saudáveis fazem, mas que de forma tão inevitável quanto recorrente tenho deixado de lado pelas imposições da "vida moderna" em minha atual temporada paulistana. E como se não bastasse o volume de trabalho, o trânsito tem sido responsável por incinerar impiedosamente um tempo precioso e que poderia ser utilizado, pelo menos, de maneira mais útil. Assim, peço que me desculpem pelo silêncio diante dos e-mails e comentários - prometo que farei o possível para responder a todos o quanto antes com a merecida dedicação.

Espero conseguir voltar à vida e às atualizações do Viver Paris ainda nesta semana, e também voltar a responder os e-mails e atender aos seus comentários e sugestões - o que para mim é sempre uma grande satisfação. Bom mesmo seria poder voltar à Paris ainda nesta semana, mas... C'est la vie, pas le paradis.

Agradeço imensamente pela paciência (agora falta só mais um pouquinho). Um grande abraço e um ótimo dia a todos vocês.

Jackson Martins

PS: Todas as orações nessa intenção serão bem vindas.

5 comentários:

Edmilson disse...

Não sou de rezar, aliás, nem sei, já que sou ateu. Mas vou tentar me comunicar com alguém que saiba e que aceite interceder por você junto ao andar superior...

Abs.
Edmilson.

Claudia Bins (Cacau) disse...

Estava com saudades já! :-)

Espero que você possa retornar logo, logo já mais tranquilo!

Abraço,

Claudia

Cláudia disse...

Bem, a reza foi grande e não precisou das minhas orações.
Pois é, Jack, São Paulo é uma maravilha, mas o tempo que se perde no trânsito,nas filas, nos estacionamentos, detona qualquer um.

Jackson Martins disse...

Muito obrigado mesmo, a todos vocês, meus amigos - pelo apoio constante e incondicional. Um grande abraço.

Anônimo disse...

HOJE ACHEI ONDE FAZER COMENTARIOS,TUDO BEM CARISSIMO CUNHADO FORTE ABRAÇO MENINO DIFICIL.