22 de setembro de 2010

Metrô Abbesses

Quem me conhece sabe que sou um entusiasta do metrô de Paris. Uma das estações que mais me atraem na cidade é Abbesses, da linha 12 do metrô. E se você acha que estação de metrô ‘é tudo igual’, vou te contar por que acho que estações como Abbesses estão longe de ser apenas mais uma entre as outras.

Para começar Abbeses é a mais profunda de todas as estações de metrô da cidade. Suas plataformas estão firmemente plantadas a 36 metros abaixo do nível da rua. Devido a profundidade, as escadas de acesso às plataformas precisaram ser projetadas em forma de espiral para que a inclinação não fosse muito acentuada. Além da escada ‘escargot’, a estação também tem elevadores que interligam a bilheteria às suas plataformas.

A estação Abbesses foi inaugurada em 31 de outubro de 1912, mas vale mencionar que a bela edícula Guimard que ornamenta sua entrada foi permanentemente emprestada da estação Hôtel de Ville em 1974. Nem sempre a estação Abbesses foi operada pela RATP; em sua tenra idade ela fazia parte da malha da antiga Societé Nord-Sud que, diga-se de passagem, sempre foi contrária à instalação de edículas Guimard em suas estações. Curiosamente, hoje é impossível de imaginar Abbesses sem a sua edícula.

A bela edícula Guimard que enfeita o acesso a Abbesses (foto: Steve Cadman, 2007)

Apesar de não gostarem das edículas Guimard, para uma coisa eu tiro o chapéu para os engenheiros e arquitetos da Societé Nord-Sud: suas estações eram muito bem construídas. Caracterizavam-se, sobretudo, pelas plataformas amplas, bem elaboradas e com detalhes caprichados: os nomes das estações eram escritos com belos mosaicos em cerâmica, as paredes eram enfeitadas com afrescos típicos da companhia e o topo dos arcos dos túneis sempre indicavam a direção dos trens.

Assim é a área da bilheteria em Abbesses (foto: Pline, 2007).

Ao longo dos anos 50 diversas estações do metrô parisiense passaram por obras de renovação. Nessa ocasião Abbeses recebeu colunas de suspensão na forma de placas metálicas decorativas. Outro grande trabalho de restauração aconteceu entre 2006 e 2007 - dessa vez para devolver a Abbesses o estilo original de suas plataformas, aquele jeitão de estação da Nord-Sud.

Aqui uma vista das plataformas (foto: Ben Leto, 2008).

Além de bem projetada, Abbesses é também muito charmosa. Já virou cartoon no clip da canção Flowers de Émilie Simon, já foi homenageada com a música Abbesses da banda francesa Birdy Nem Nem e, se você puxar pela memória, vai se lembrar de que Abbesses é a estação do metrô da Amélie Poulain no filme Le Fabuleux destin d'Amélie Poulain. Ah, e até pouco antes de sua conclusão, o filme tinha como título provisório Amélie des Abbesses. Até de inspiração para uma bolsa da Louis Vuitton, Abbesses já serviu.

E aqui uma rara imagem dos afrescos originais de Abbesses que se perderam ao longo de sucessivas reformas (Foto de Gérard Laurent para o site Paris Cool).

Abbesses tem um único acesso, localizado na Place des Abbesses, diante da casa de número 2 da rue de la Vieuville. Seu nome vem da própria Place des Abbesses, que faz referência à Abadia das Damas de Montmartre (Abbaye des Dames de Montmartre).

A estação é muito utilizada por turistas em suas visitas a Sacré-Coeur, a Place du Tertre, a igreja Saint-Jean-de-Montmartre... E também por outros usuários que, assim como eu, sentem-se mais vivos apenas por caminhar a esmo pelas ruazinhas que ficam ao redor da estação, tendo como única e nobre intenção massagear Paris nas costas enquanto caminham.

E então, Joãozinho? Ainda acha que estação de metrô ‘é tudo igual’?

Ilustração: Detalhe de ornamento da estacao Abbesses, by Paris in Color.

11 comentários:

Anônimo disse...

Seus textos são realmente muito bons! Mas tá faltando assiduidade! Dê o ar da graça a cada dois ou três dias. Nem que seja para dizer bonjour!

O Joaõzinho e todos nós, do lado de cá agradecemos!

HÉLIO JR.

Jackson Martins disse...

Pois é, Hélio Jr...

Também me faz muita falta escrever o Viver Paris. Infelizmente com a correria do trabalho nao tem me sobrado tempo para dedicar ao blog e aos leitores.

Espero resolver logo esse problema de falta de tempo para voltar a escrever com maior regularidade. Prometo fazer o possível para isso, OK?

Um grande abraco e muito obrigado pelo seu comentário!

Camila disse...

o metrô de Paris, só por si, já tem um "quê" de especial. Realmente, essa estação tem o seu diferencial. =)
Em novembro vou matar as saudades de Paris e espero visitar essa estação novamente.

Edmilson disse...

Belo texto esse da Abbesses. Passamos em frente à edícula e temos uma foto dela (ainda em papel, a máquina era das antigas, em 2002), mas não entramos na estação.
Escreva mais. Sentimos falta dos seus textos porque nos sentimos em Paris ao lê-los.

Jackson Martins disse...

Camila, Ed, muito obrigado pelos comentarios de vocês. Um grande abraço a ambos!

regina disse...

Ai que falta vc faz. Arrume um tempinho para vir mais vezes. Seus comentários são ótimos.
Quanto a estação Abbesse para mim é a mais romantica.
abs

Jackson Martins disse...

Obrigado pelas palavras, Regina. Aos pouquinhos vou me acertando para voltar a escrever com mais regularidade. Merci !

Sheila disse...

Jackson Martins realmente a estação é muito charmosa e uma das mais interessantes de Paris mas lembro de todos os degraus que subi....ufa pensei que não não tinha fim! da próxima vez, elevador! rsrs

Alda Maria Adam disse...

SEUS COMENTÁRIOS SÃO ÓTIMOS!!!
EU AAAAMMOOOOOOO PARIS!!!!

Alda Maria Adam disse...

SEUS COMENTÁRIOS SÃO ÓTIMOS, EU AMOOOOO PARIS!!!!

Jackson Martins disse...

Verdade Sheila, as escadas dessa estação valem por uma sessão de academia! Obrigado pelo comentário.

Alda, obrigado pelo seu comentário. Um grande abraço.