27 de agosto de 2008

Coluche

Coluche ou Michel Gérard Joseph Colucci, seu verdadeiro nome, nasceu em 28 de outubro de 1944. Foi um humorista impertinente e ator notavel. Ele proprio se dizia "grosseiro mas sem jamais cair na vulgaridade”.

Famoso pelo salopete e pelo cabelo atipico, foi através de sua inigualavel liberdade de expressão, que deu rapidamente um tom novo e crítico ao espetaculo teatral, atacando seguidamente os tabus e os valores morais e políticos da sociedade contemporânea. Nos anos 70 e 80, obtém papéis quadjuvantes no cinema até receber o prêmio César do melhor ator em 1984. Em paralelo, realiza programas humoristicos no radio e na TV.

Considerado agitador por suas posições sociais, apresenta-se como candidato à eleição presidencial de 1981. Muito conhecido nos meios de comunicação social, funda com grande sucesso a associação Les Restos du Coeur (Restaurantes do Coração), que trabalha para a erradicação da fome cuidando de pessoas carentes.

Procedente de um meio desfavorecido, costumava dizer que não era um novo rico, mas sim um antigo pobre. Sempre foi um engajado nas questões sociais em defesa dos menos favorecidos. Foi justamente através da Les Restos du Coeur que se originou a lei que permite que um doador de recursos para causas sociais possa deduzir o valor da doação de seus impostos - a chamada “Lei Coluche”, votada em 1988.

Em 19 de junho de 1986, poucos meses depois de ter fundado Les Restos du Coeur, Coluche morre brutalmente num acidente de moto, ao chocar-se contra um caminhão na estrada entre Cannes e Opio.

Coluche era muito querido no meio artistico e social, e foi homenageado em canções, em nomes de ruas e praças, monumentos e estabelecimentos. Até mesmo uma espécie de rosa foi criada em sua memoria, a rosa Coluche, que pode ser vista, por exemplo, no Parc du Thabor em Rennes. Uma foto do artista aparece no extenso mural que reveste as paredes das plataformas da estação Tuileries do metrô de Paris.

No dia 15 de outubro de 2008 entrara em cartaz o filme Coluche: c'est l'histoire d'un mec, sobre a vida do ator.

No video que postei abaixo da para se ter uma idéia do artista polivalente que era Coluche. Durante uma de suas sketches, ele toca Le temps des cerises (1871, de Jean-Baptiste Clément e Auguste Renard) no violino calçando luvas de boxe em ambas as mãos.

video

Para saber mais:
http://www.coluche.fr/
http://archives.tsr.ch/dossier-coluche
http://french.imdb.com/name/nm0173354/

Nenhum comentário: