5 de dezembro de 2008

Château de Chambord

Se durante o seu período de estadia em Paris você decidir visitar o Val de Loire, recomendo que não deixe de conhecer o château de Chambord por nada neste mundo.

Maior e mais imponente de todos os castelos do Val de Loire, o château de Chambord impressiona não apenas pelo seu tamanho, mas também pela sua beleza arquitetônica e pela natureza exuberante que o cerca.

A fachada principal de Chambord. Oh-là-là...

Construído por ordem do rei François I entre 1519 e 1547, o château de Chambord tem 426 cômodos, 77 escadas, 282 chaminés e 800 cúpulas esculpidas. A torre mais alta do castelo, a Tour Lanterne, tem 32 metros de altura e ostenta no topo uma cruz na forma da Flor de Liz, símbolo da monarquia francesa.

A Tour Lanterne vista do terraço superior do castelo.

Apesar de até hoje não ser conhecido o nome de seu arquiteto, evidências mostram claramente as influências de Domenico de Cortona e Leonardo da Vinci na construção - ambos trabalharam oficialmente como arquitetos da corte de François I.

As famosas escadas em duplo-espiral de Chambord são um forte indício do trabalho de Leonardo da Vinci no projeto arquitetônico do castelo.

Chambord conta com uma excelente infra-estrutura para receber os visitantes: os estacionamentos são amplos e existe uma área muito bem montada com restaurantes, toilettes e lojas de produtos regionais em um espaço segregado próximo à entrada - é também nesse espaço que ficam a bilheteria e o centro de informações turísticas. Existe até um charmoso hotel dentro dos domínios do castelo.

A planta formada por quadrados simétricos com torres e salões arredondados nos cantos é uma característica marcante da arquitetura de Chambord.

As impressionantes escadas circulares em espiral de dupla-hélice que servem o átrio principal do castelo possuem dois caminhos simultâneos que jamais se encontram. Assim, duas pessoas acessando a escada no mesmo piso podem subir ou descer ao mesmo tempo sem se encontrar. A figura da salamandra, símbolo do rei François I, está esculpida em alto relevo em praticamente todo o interior do castelo.

Detalhe de uma das escadarias externas, também em espiral.

O castelo de Chambord foi classificado como monumento histórico nacional em 1840 e, posteriormente, como patrimônio mundial da UNESCO em 1981.

O rio Cosson e suas ramificações atravessam os domínios de Chambord.

A área total dos domínios de Chambord totaliza 5.441 hectares, dos quais “apenas” 1.000 hectares são abertos aos visitantes. Outro ponto que impressiona é que toda essa área é cinrcundada por uma muralha de 33 km de extensão - o que seria suficiente para circundar toda a cidade de Paris.

A entrada principal: é por este portão que você vai entrar no maior castelo do Val de Loire.

Chambord também possui o maior parque florestal fechado da Europa. Espécies de animais como o javali e o cervo são típicos e abundantes na região, mas além deles, as florestas de Chambord abrigam mais de 100 espécies diferentes de pássaros nativos.

Os fundos do castelo de Chambord tem verde até aonde a vista alcança - literalmente.

Recomendo que durante sua visita a Chambord você veja o filme exibido na sala audiovisual. Nela você fica conhecendo em detalhe a história da construção do castelo, suas curiosidades arquitetônicas e as personalidades ilustres que já viveram ali.

A alusão não é a toa: o estiloso Sinka-Chambord que marcou época na França e no Brasil é uma marca genuinamente "made in Chambord", assim como o iogurte Chambourcy e o licor Chambord que também são produtos provenientes da região.

O castelo de Chambord fica aberto todos os dias do ano, mesmo aos domingos e feriados. Fecha em apenas 3 ocasiões: 1 de janeiro, 1 de maio e 25 de dezembro. A entrada custa 9,50 na alta temporada e 8,50 na baixa temporada. Quem tem entre 18 e 25 anos paga tarifa reduzida. Menores de 18 anos não pagam ingresso para visitar Chambord. O estacionamento custa 3,00€ a diária.

Vista do exterior do castelo.

O site oficial de Chambord é bem completo e tem todas as informações detalhadas para auxiliar o visitante a planejar sua visita, além de conter muita informação interessante sobre a história deste que é um dos castelos mais visitados da Europa.

Para saber mais: http://www.chambord.org/

2 comentários:

Claudia disse...

Faz doze anos que visitei Chambord
e outros castelos do Loire.Adorei.
Vez por outra vejo documentários
sobre ele na TV5 e no Eurochannel.

Jack Martins disse...

Não sei se a programação da TV5 no Brasil é a mesma que passa aqui. Se for, nesta sexta-feira a TV5 vai apresentar um programa La Carte Aux Trésors (ja escrevi sobre esse programa no blog) feito no Val du Loire - algumas das provas rodadas em Chambord. Vale a pena conferir.