15 de janeiro de 2009

Quartier Saint-Blaise

Localizado no coração do 20° arrondissement, o quartier Saint-Blaise é uma agradável sugestão de passeio em Paris. Com ares de cidadezinha do interior, não espere ver ali grandes monumentos, museus importantes ou obras suntuosas. Não. O quartier Saint-Blaise é um lugar bastante simples, para ser visto sem pressa - um verdadeiro refúgio da agitação cotidiana na capital.

Completamente fora dos roteiros turísticos, o quartier de ruas estreitas e bonita área verde guarda algumas preciosidades historicas. Ao ver a torre da igreja Saint-Germain-de-Charonne pela rue Saint-Blaise (uma das minhas vistas preferidas dessa região da cidade) você tem mesmo a impressão de estar em outra cidade - na verdade o quartier era a antiga village de Charone, que juntamente com Belleville foi incorporada a Paris em 1860 para formar o 20° arrondissement.

Contruída entre os séculos XII e XV, a igreja Saint-Germain-de-Charonne pode ser vista ao longo de boa parte da rue de Saint-Blaise.

Recomendo esse passeio para a primavera ou verão, que são as estações nas quais os terraço dos restaurantes da rue Saint-Blaise são mais convidativos e as praças arborizadas do quartier podem ser apreciadas em plenitude.

Um pequeno cemitério fica discretamente localizado nos fundos da igreja Saint-Germain-de-Charonne.

A rue Saint-Blaise é uma via de pedestres alardeada por casarões antigos - e o interessante nessa rua é poder ver (mesmo que através dos portões) as cours amplas e arborizadas dessas maisons. A cour da maison de número 21, por exemplo, guarda um jardim repleto de árvores; no número 29 estão duas bonitas cerejeiras do Japão - nem sempre os portões estão abertos, e ver esses jardins demanda um pouco de sorte. A rue Saint-Blaise também é conhecida por abrigar pequenas lojas de restauração de antiguidades e objetos de arte.

Um dos bonitos casarões do quartier Saint-Blaise.

A bonita square des Grès também ficam pertinho dali - o acesso é pela rue de Vitruve - e é uma bela área verde perfeita para você botar as idéias em ordem ou colocar as anotações em dia no seu caderno de viagem. Quer apenas descansar enquanto se encanta com a vista? Opa! Tambem vale! E como vale.

A square des Grès: para você aproveitar minutos preciosos de sossego.

Novamente a square des Grès: um lugar assim mereceu outra foto.

Entrando pela rue Vitruve você verá bonitos exemplares da arquitetura do século XIX - destaque para as casas de números 49 a 55. A cantora francesa Barbara viveu entre 1946 e 1959 no número 50 dessa rua. Já na esquina da rue Vitruve com a rue Albert-Marquet fica a famosa escultura da salamandra escalando as paredes de um edifício - ela é conhecida com la salamandre de la rue de Vitruve. O disputado albergue Le d'Artagnan, conhecido por ser o melhor e mais completo Albergue da Juventude de Paris, fica no número 80 da rue de Vitruve.

O Jardin Debrousse fica no Pavillon de l'Ermitage - esquina da rue de Bagnolet com a rue des Balkans - e é aberto à visitação.

E ao se deixar levar pelas pequenas ruas do quertier Saint-Blaise, não deixe de circular também pela rue des Balkans, rue Florian e rue de Bagnolet. Por onde começar? Por onde você quiser - ir para onde o coração mandar também faz parte do passeio.

Detalhe do bonito jardim da rue des Balkans.

Como chegar: mapa do quertier Saint-Blaise
Metrô: Porte de Montreuil linha 9

Um comentário:

Cláudia disse...

Adorei!Não sabia que o 20º arrondissement escondia lugares tão agradáveis.Já passei por lá algumas vezes,mas sempre de carro,nas ruas principais.Quando for novamente a Paris espero conhecer melhor esta região.