25 de novembro de 2008

La vache qui rit

La vache qui rit (a vaca que ri) é uma marca francesa de queijo fundido (mais ou menos com a mesma consistência do Polenguinho que conhecemos no Brasil) fabricada industrialmente pela fromagerie Bel. Criada em 1921, La vache qui rit é célebre por sua caixinha redonda ilustrada com a imagem da hilária vaquinha vermelha que porta seus brincos formados pelas caixas do próprio queijo. O queijo La vache qui rit é fabricado a partir de Comté, Emmental e Cheddar, e devido ao seu sabor suave é comumente oferecido às crianças francesas - é reconhecidamente o primeiro queijo que um francês prova na vida.

Historicamente, La vache qui rit é uma das primeiras marcas do mundo a industrializar a fabricação do queijo - até então algo feito de forma estritamente artesanal. Através dos tempos a marca diversificou sua linha de produtos e hoje fabrica desde snacks até requeijão - tudo com a carinha da vaca sorridente, claro.

Um dos brincos da vaca ou uma revolucionária caixinha? Nada disso: La vache qui rit é um delicioso clássico, acima de tudo! Na figura acima, o queijinho como vendido na Alemanha.

A famosa embalagem de La vache qui rit, cuja abertura é feita através de um barbantinho vermelho, foi inventada por Yves Pin. A idéia de Pin era criar um sistema que facilitasse a abertura de envelopes postais. Ao apresentar sua idéia no concurso Lépine, teve sua invenção comprada por aproximadamente 50.000 francos. Hoje a invenção de Yves Pin é utilizada diariamente por milhões de pessoas em toda a França e em diversos outros países do mundo - para abrir queijo. E funciona que é uma maravilha!

E ela também riu na edição parisiense da Cow Parade.

O desenho da vaquinha foi inspirado em uma criação do ilustrador Benjamin Rabier, que decorava com a figura de uma vaquinha sorrindo os caminhões frigoríficos de abastecimento do exército francês durante a Primeira Guerra Mundial. A vaca desenhada nos caminhões por Rabier chamava-se Wachkyria, em uma brincadeira alusiva às Valkirias da mitologia nórdica. Benjamim Rabier e M. Bel (o fundador de La vache qui rit) conheceram-se durante a guerra - ambos faziam parte da mesma unidade do exército. Em 1920, depois da guerra portanto, o jovem queijeiro convidou seu colega de exército para desenhar o logo de seu novo produto. Nascia assim uma das imagens mais marcantes do mercado francês. Um ponto curioso da ilustração é que os brincos da vaquinha possuem um efeito que os franceses chamam de mise en abyme, que consiste em desenhar uma figura dentro dela mesma - e assim a vaquinha segue rindo até o infinito na figura dos brincos na embalagem.

Aqui a vaquinha francesa levando seu sorriso até a Escócia.

Atualmente La vache qui rit é uma das marcas mais conhecidas da França. Uma recente pesquisa realizada no país revelou que aproximadamente 95% dos franceses a conhecem. Ao redor do mundo o queijo da vaquinha leva o mesmo nome traduzido para o idioma local - tendo o mesmo significado em todos os países onde é comercializado.

Para saber mais: http://www.lavachequirit.com/

Foto menor: o primeiro cartaz de La vache qui rit de 1921.

3 comentários:

Anônimo disse...

Gostei muito da historia da vaquinha...o blog andava meio historico e serio demais... adorei a cultura futil.
Boa semana

Jack Martins disse...

Legal! Obrigado pelo comentario e por acompanhar o blog.
Um forte abraço e boa semana.

Carolina disse...

Adorei o seu blog, vou começar a ler mais, já que estou por aqui....
só mais um detalhe sobre a vaquinha famosa, a embalagem do queijo líquido (que deve ter sido criado depois...) parece muito com o nosso requeijão.
Boa semana!